4 técnicas do TED e storytelling que aprendi (a última é muito importante) – Penso ideias

4 técnicas do TED e storytelling que aprendi (a última é muito importante)

TED_pensoideias

Grandes histórias encantam, persuadem e mudam comportamentos. Um vídeo no Youtube, uma apresentação no Keynote, uma palestra do TED, um conteúdo em um blog ou uma conversa informal, por exemplo, ficam muito mais interessantes com uma boa história por trás. O storytelling é uma arte antiga, pois desde os primórdios nossos ancestrais se reuniam ao redor de fogueiras e compartilhavam casos. A história tem o poder de levar o homem a sentir as mesmas emoções sentidas pelo personagem.

Não é por acaso que hoje os vídeos ganharam a proporção inimaginável que possuem na produção de conteúdo ou que o TED tenha se tornado uma referência tão forte, com palestras vistas e revistas ao redor mundo através da internet. Aliás, graças a essa mesma internet, palestrantes, professores e demais produtores de conteúdo estão ganhando força e relevância, tornando-se verdadeiros influenciadores.

Feita de forma correta, uma palestra, ao vivo ou em vídeo, é capaz de transformar a visão de mundo de uma plateia. Todavia, para isso, é preciso técnica. É preciso dominar os elementos que, quando trabalhados em conjunto, permitem atingir esse ponto. Separei algumas questões que aprendi ao longo da minha jornada estudando persuasão, conteúdo e storytelling para compartilhar com vocês:

1) Plante uma ideia na mente dos ouvintes: falar bem é importante, mas ter algo a dizer é mais relevante. Uma ideia, para ser capaz de mudar uma visão de mundo, precisa ser reconstruída na mente da plateia.

2) Dê, não tire: um bom palestrante, um bom contador de histórias, é generoso. Ele quer dar algo à plateia. O espectador deve ter um interesse verdadeiro no que está ouvindo, pois está dispondo do seu tempo, e muitas vezes seu dinheiro, para ouvir. Faça uma doação ao seu ouvinte, não aja como um vendedor à moda antiga.

3) Fuja do tédio organizacional: por mais fantástica que seja sua empresa, seus processos e sua equipe, por mais inovador que seja o seu produto, evite falar sobre a natureza da sua organização ou sobre o que você vende. Fale sobre os sonhos que levaram àquilo. Foque-se no poder da ideia. As questões internas são interessantes para você, não para os outros.

4) Seja você mesmo: se você é engraçado, seja engraçado. Se você é técnico, seja técnico. Não tente forçar a barra e ser algo que você não é. O público saca rápido. Não deixe o ego determinar sua atuação no palco. Com sinceridade e verdade, o poder de uma ideia falará mais alto que qualquer técnica ou personagem.

Prof. Me. José Henrique Westphalen

Para saber mais sobre persusão, storytelling, como construir boas histórias e técnicas de marketing digital sem blá-blá-blá, clique no banner.

how_to_marketingdigital_curso

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *